Laqueação das Trompas de Falópio

 

    É uma intervenção cirúrgica, onde as trompas da mulher são amarradas ou cortadas, evitando com que o óvulo e os espermatozóides se encontrem. É um método definitivo, ou seja, depois que a laqueação é feita, é impossível engravidar novamente. Deve ser um método utilizado com muita certeza do que se está a fazer. Muitas mulheres arrependem-se anos após a realização da esterilização. Só é indicado para mulheres maiores que 25 anos que já tenham pelo menos 2 filhos.

 

    Existem cerca de dez técnicas para a laqueação: pode-se colocar anéis de plástico, queimar e cortar as trompas, clipes de titânio, etc.

 

 

Vantagens:

 

         é um procedimento seguro que pode ser feito de várias maneiras;

         não apresenta efeitos colaterais a longo prazo;

         uma vez que os ovários e o útero não são afectados, o ciclo menstrual ocorre sem alterações;

         não interfere nas as relações sexuais ou função sexual.

 

 

Desvantagens:

 

         o custo desta cirurgia é mais alto do que a vasectomia;

         dor/desconforto de curta duração após procedimento;

         sem protecção para DST’s;.

         em casos extremos, causar menopausa precoce.